Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014
Início arrow Notícias arrow Homenagem ao Jornal Fluminense
Homenagem ao Jornal Fluminense PDF Print E-mail
Wednesday, 16 May 2012

Image

O aniversário de 134 anos do Jornal O Fluminense foi tema de discurso realizado pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ) nesta terça-feira, dia 15. Além da ampla cobertura, foram destaques da fala de Dornelles postura de defesa da integridade, da soberania e das aspirações populares adotada pelo veículo no dia-a-dia. Veja o discurso na íntegra. 

Pronunciamento do Senador Francisco Dornelles (PP-RJ) em 15 de maio de 2012, no Plenário do Senado Federal

Senhor presidente, senhoras e senhores senadores,O Jornal O Fluminense completou na última terça-feira, dia 8 de maio, 134 anos. O Fluminense é o quarto jornal mais antigo em circulação ininterrupta no país. Sob a coordenação de Francisco Rodrigues de Miranda e Prudêncio Luís Ferreira Travassos, o Fluminense foi fundado em um período de grande efervescência política. O Império de Dom Pedro II estava desgastado e eclodiam pelo Brasil movimentos revolucionários, em sua maioria abolicionistas. Sete anos antes de sua fundação, a Lei do Ventre Livre fora aprovada e tornava livres os filhos de escravos, um grande passo para a abolição da escravatura.
Na época, o Rio de Janeiro era a sede da corte e Niterói tinha grande importância no país, pois desde 1834 era a capital da província do Rio de Janeiro, que depois da Proclamação da República se tornou estado do Rio de Janeiro. O transporte de barcas surgiu em 1835, mas outros serviços fundamentais como luz elétrica e telefonia ainda não haviam sido implantados.
Senhor presidente,
Enquanto o país caminhava para se tornar uma República, o jornal também evoluía. No ano de 1878, o jornal passaria pela primeira reforma, quando passou para as mãos do Major Francisco Rodrigues de Miranda. Em 1879,com a entrada do jornalista Guilherme Briggs na chefia de redação, o Fluminense ficou ainda mais dinâmico passando a ter publicação diária com enfoque aos melhoramentos urbanos da cidade de Niterói.
Senhor presidente,
A mudança mais radical do Jornal O Fluminense ocorreu em 1954, com  a criação da Editora O Fluminense S/A, com o jornalista Alberto Francisco Torres à frente. Grande empreendedor que era, Torres promoveu o reaparelhamento das oficinas, em 1957, a instalação da primeira rotativa, em 1961 e a introdução da impressão off-set, em 1975.
Momentos marcantes da história passaram pelas páginas do Jornal O Fluminense. No século 19, a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República. Nos séculos 20 e 21, os conflitos mundiais das duas grandes guerras, a chegada do homem à lua, os cinco títulos mundiais da Seleção Brasileira; e a derrubada das Torres Gêmeas. Grandes acontecimentos na região e no Estado, a inauguração da Ponte Rio-Niterói; a fusão do antigo estado do Rio de Janeiro com a Guanabara, e as chuvas em Niterói e na Região Serrana também foram destaque em O Fluminense.
Senhor presidente,
O Jornal O Fluminense nos seus 134 anos de existência tornou-se um dos jornais mais importantes do cenário político nacional mantendo uma postura de defesa da integridade, da soberania e das aspirações populares. 
Congratulo-me com todo o Grupo Fluminense de Comunicação na pessoa de  Alexandre Torres que tem feito uma administração brilhante e tem a confiança de toda  a classe política e empresarial do Rio de Janeiro.
Congratulo-me ainda com todos os colaboradores e funcionários do Jornal O Fluminense por essa data que é tão especial para eles quanto para nós. 
 
Muito obrigado.
 
(Fonte: Assessoria de Imprensa)
 


(C) 2014 www.dornelles.com.br